Arte X design – VALOR DE QUEM FAZ

Arte X design – VALOR DE QUEM FAZ

Quais são as diferenças de ARTE e DESIGN?

Normalmente as pessoas que não são envolvidas nessas áreas costumam ter muitas dúvidas a respeito do design e da arte, principalmente no que diz respeito às suas diferenças, ou até mesmo, por não saberem diferenciar, consideram ambos a mesma coisa. Certamente são diferentes, porém podem “se encontrar” em vários momentos.

Vamos começar com o DESIGN.

Ele está mais ligado às necessidades do mercado. O Design geralmente atribui objetividade em seus trabalhos, porém pode também utilizar técnicas artísticas para produção de peças. O maior exemplo disso é o artista francês Toulouse Lautrec que pintava cartazes como um serviço especial que prestava a um estabelecimento e exerceu imensa influencia na história do design gráfico mundial.

Já a ARTE tem como meta, transmitir algo através de determinadas e diferentes técnicas. Algumas vezes ela ocorre em um “espaço finito”, pois pode apenas utilizar o próprio corpo do artista, como é o caso do teatro e da dança.

A única finalidade é a expressão, sem ter uma preocupação efetiva com a interpretação do público sobre aquilo que está sendo apresentado, ou seja, ela é subjetiva.

PORTANTO, AS DIFERENÇAS ENTRE O DESIGN E A ARTE SÃO AS SUAS INTENÇÕES E OBJETIVOS FINAIS. Enquanto a arte propõe uma interpretação subjetiva de suas obras, o design propõe algo objetivo, onde as pessoas serão capazes de entender e podem vir a comprar o produto e/ou serviço apresentado ou aderindo a uma ideia, no caso de uma propaganda.

ARTE X DESIGN

Onde eles se encontram? Mesmo sendo diferentes, o design e a arte podem possuir características em comum, como: a busca pela criatividade; o uso de algumas ferramentas e técnicas (softwares gráficos, ilustrações e etc.); transmissão de uma mensagem; uso de referências para inspiração.

Partindo destas características, entendemos a confusão que as pessoas fazem com esses dois meios de comunicação visual.

Entrevistei, em seu atelier, para um vídeo da Weissheimer, BRUNO SCHILLING – Artista Plástico e Designer e ficou muito nítido para mim onde as duas “artes” se encontram e, até podem se fundir…. Um trabalho lindo, criativo e, assim como Lautreck a arte colocada no objeto permite que o objeto seja usado em sua função ou o oposto, o desing “utilitário” virar obra de arte…

Skate usado como obra em “quarto de menino” ou estúdio do apartamento decorado  Weissheimer / Duomi.

 

Fonte: Laci Todeschini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *